GNT estreia 'Morar' no próximo domingo


Em oito episódios, programa viaja pelo país e entra na casa de brasileiros no Sergipe, na Serra Gaúcha e em muitas outras localidades 

Foto: A casa que fica na Serra gaúcha e seus moradores estão no primeiro episódio de "Morar"/ Divulgação GNT 

"Morar", novo programa do GNT, visita a casa de brasileiros de Nordeste a Sul do Brasil e mostra a história por trás de cada uma delas.  De uma casa construída em madeira nos anos 1930, no interior do Rio Grande do Sul, a uma casa de frente para o mar em Aracaju, todas têm em comum o fato de serem um reflexo de seus moradores. "Morar" estreia próximo domingo, dia 18/05, às 23h. A direção geral é assinada por Alberto Renault e a direção fica por conta de Gabi Paschoal. O programa é uma coprodução do GNT com a Hungry Man e com a RioFilme.

"A ideia é mostrar, como em pequenas crônicas, a vida que aquela casa abriga. Pequenas histórias da 'vida privada' através da relação de moradores com suas casas," explica Renault, idealizador da atração.  "A casa e o morar sempre foram assuntos que me interessaram, assim como a relação das pessoas com os lugares que habitam. Essa temática faz parte da minha história nas minhas direções e roteiros para TV. A ideia surgiu com a vontade e dar continuidade a este meu olhar que une um pouco de antropologia, estética e muita curiosidade," complementa o criador e diretor de "Arte Brasileira" e "Casa Brasileira", também exibidos pelo GNT.

A cada episódio a série documental mostra de sete a oito casas de uma mesma cidade ou região do país. Os programas foram gravados na Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul,  Aracaju e região, em Sergipe, Estrada dos Diamantes em Minas Gerais, Piranhas em Alagoas, Campinas em São Paulo, Paquetá no Rio de Janeiro, Florianópolis em Santa Catarina e a região do Cariri no Ceará. 

O espectador é convidado a entrar em ambientes dos mais variados que vão do pau a pique a confortáveis casarões. Solitários ou em família os moradores abrem suas portas e contam em primeira pessoa (o programa não tem apresentador) a relação afetiva que têm com a casa – cenário de momentos importantes na vida de cada um. Além disso, os moradores acabam se revelando nos pequenos detalhes da decoração que o programa mostra como uma cruz na parede, um porta-retrato, um lençol bordado, entre muitos outros elementos. De acordo com Renault: "A casa ajuda a contar a história das pessoas, e às vezes até, falam mais que os moradores."

O primeiro episódio é na Serra Gaúcha onde, em Santo Antonio do Palma, está uma propriedade de uma família polonesa. Como houve mortes consecutivas de membros da família na casa, dizia-se que a residência era amaldiçoada. Para combater essa suposta maldição, Ágata Grochot, que mora com o marido e os pais, decidiu que iria pintar as paredes da casa com flores. Gostou tanto do resultado que hoje todas as paredes da casa são floridas. 

Em Vista Alegre do Prata, também RS, ficam as duas casas de um casal que continua junto, mas mora separado. Severino Bidese, agricultor aposentado, vive na casa de sua família, uma bela e ampla construção de madeira dos anos 1930: "Nasci aqui, me criei aqui e quero morrer aqui," diz ele. A costureira Odila Bidese, sua mulher, construiu uma casa novinha, bem mais moderna e prática que a do marido. Assim, lado a lado convivem o antigo e o novo.

"Morar" tem oito episódios inéditos que serão exibidos às quartas-feiras, às 23h, entre os dias 18 de maio e 6 de julho.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gloob lança mais uma maratona Gloob Duni Tê

Netflix anuncia projeto ainda sem título: nova série infantil animada inspirada em músicas clássicas da Motown

FOX: DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO 1 A 7 DE AGOSTO DE 2016