Blues e baião se misturam no som da banda Deltas, no SescTV


 

O grupo participa de documentário e show inéditos, no dia 22/1, domingo, a partir das 21h



Foto: Cristiano Bivar.


Mesclando baião com blues e passando por ritmos como forró, repente, xaxadojazz, gospel e soul, o quinteto pernambucano Deltas cria uma sonoridade própria, que é comentada por seus integrantes em documentário da sériePassagem de Som, apresentado peloSescTV, no dia 22/1, domingo, às 21h. A produção também acompanha a visita do grupo à casa de Nasi, ex-vocalista da banda Ira!, e mostra encontro com o músico e ator Ricardo Côrte Real. Na sequência, o canal exibe show da Deltas na série Instrumental Sesc Brasil. Os programas têm direção geral de Max Alvim. (Assista também emsesctv.org.br/aovivo)

 

Criada por Dirceu Melo, ex-cantor e guitarrista da banda recifense Jorge Cabeleira e o Dia em que Seremos Todos Inúteis - que fez sucesso com uma versão da música O Cheiro da Carolina, de Luiz Gonzaga -, a Deltas é dona de uma musicalidade que combina o baião do nordeste brasileiro com o blues nascido no sul dos Estados Unidos.

 

No Passagem de Som, Walter Maymone, guitarrista da Deltas, conta que o grupo quis fazer uma música que fosse misturada com um blues mais dinâmico, como o do cantor e guitarrista norte-americano John Lee Hooker. Segundo Nasi, vocalista da banda Ira!, a sonoridade de Hooker nasceu do country blues. "Aquele blues que era feito no interior, na região dos camponeses, e depois surgia na cidade grande", explica. Para o artista, o mesmo aconteceu com o baião, que foi transportado, por Gonzaga, da cidade de Exu para o Rio de Janeiro. Melo destaca que, por coincidência, os dois ritmos têm origem na África.

 

Em conversa com o ator, apresentador e músico Ricardo Côrte Real - que toca em duas bandas de blues: Côrte Legal e Blues 4 Fun, e também tem um programa de rádio sobre esse gênero -, os integrantes da Deltas discutem a relação existente entre a cultura musical de cidades como New Orleans e Chicago, nos Estados Unidos, e a de cidades do nordeste brasileiro.

 

O programa Passagem de Som mostra ainda o ensaio do show da Deltas, levado ao ar na sequência. No repertório, junção de baião, forró, repente e xaxado, combluesjazz, gospel e soul, em composições como Gonzagueando Johnson eArrastablues, compostas por Deltas; Flor de Elis / Maracatu, por Dirceu Melo; Rosa da Montanha, por Thiago Fournier; e O Causo da Viola Enfeitiçada, por Walter Maymone.

 

Formação da Deltas:

Dirceu Melo – guitarra, baglama turca e escaleta

Walter Maymone – guitarra

Thiago Fournier – baixo

Carlos Amarelo – percussão

Crica Bivar - bateria

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gloob lança mais uma maratona Gloob Duni Tê

Netflix anuncia projeto ainda sem título: nova série infantil animada inspirada em músicas clássicas da Motown

FOX: DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO 1 A 7 DE AGOSTO DE 2016