Formado por músicos brasileiros e europeus, o Mereneu Project é atração em dois programas no SescTV

 

O grupo, que mescla jazz com música brasileira e de câmara, participa de documentário e show inéditos, no dia 08/01, domingo, a partir das 21h



Foto: Piu Dip.


Em turnê pela Europa, em 2012, os instrumentistas da banda Meretrio convidaram músicos da Universidade de Graz, na Áustria, para tocarem com eles. Surgiu então o Mereneu Project, formado pelos três brasileiros, dois italianos, um croata, um austríaco, um sueco e um ucraniano. O grupo, que já lançou três álbuns, participa de dois programas inéditos no SescTV, no dia 8/1, domingo, a partir das 21h (assista também em sesctv.org.br/avivo). O primeiro, um documentário da série Passagem de Som, aborda a concepção e musicalidade do Mereneu Project; e o segundo, um show da série Instrumental Sesc Brasil, traz repertório que mistura jazz com música brasileira e de câmara. As produções têm participação do maestro Roberto Sion e direção geral de Max Alvim.

 

No Passagem de Som, o guitarrista, compositor e regente do grupo, Emiliano Sampaio, lembra quando criou seu primeiro projeto, na cidade de Campinas, interior de São Paulo, em 2003. "Na época, a gente começou a tocar em trio, o Meretrio (Gustavo Boni, no contrabaixo, e Luís André "Gigante", na bateria), sem nenhuma pretensão", comenta. A banda tinha lançado seu quarto CD quando foi idealizado o Mereneu Project. Como noneto, o grupo já se apresentou em diversos festivais na Áustria, Hungria e Brasil, e recebeu três prêmios da revista norte-americana, especializada em jazz, DownBeat: Melhor Conjunto, em 2014, Melhor Composição e Melhor Performance, estes em 2015.

 

O documentário acompanha um passeio do Mereneu Project pela capital paulista e mostra o encontro dos artistas com o músico Guga Stroeter, da Orquestra Heartbreakrs. O repertório do grupo, que é composto por Emiliano Sampaio, também é tratado no programa. Para o baterista Luís André, o Gigante, há uma mistura de jazz, elementos do folk e música brasileira. Já o trompetista Marko Solman fala que não se pode definir um único estilo para o grupo, já que são diversos. A musicalidade do Mereneu Project pode ser conferida no show da sérieInstrumental Sesc Brasil, exibido na sequência.  

 

Formação do Mereneu Project:

Marko Solman – trompete e flügelhorn

Dominic Pessl – trompete e flügelhorn

Patrick Dusnt – clarone, sax barítono e flauta

Mike Ievtushenko – sax tenor, soprano e flauta

Nicolò Loro Ravenni – sax alto e clarinete

Karel Erinksson – trombone

Luís André (Gigante) – bateria

Gustavo Boni – baixo

Emiliano Sampaio - guitarra

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Netflix anuncia projeto ainda sem título: nova série infantil animada inspirada em músicas clássicas da Motown

FOX: DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO 1 A 7 DE AGOSTO DE 2016

Gloob lança mais uma maratona Gloob Duni Tê