Série Cantoras do Brasil, produzida por GRIFA FILMES e Battaglia Filmes, apresenta a paraense Aíla dia 10 de janeiro, no Canal Brasil


 

Expoente da nova música do Pará, a cantora homenageia Waly Salomão e Sérgio Sampaio.
Quinta temporada da série também destaca a obra de Sidney Miller e Torquato Neto

O ritmo dançante e as letras de tom político fizeram a paraense Aíla ganhar os palcos brasileiros. É ela quem homenageiaWaly Salomão e Sérgio Sampaio no episódio inédito da série Cantoras do Brasil, que vai ao ar na próxima terça-feira, dia 10 de janeiro, às 20h45, pelo Canal Brasil. Esta nova temporada do programa apresenta treze episódios com cantoras da nova geração musical brasileira que dão novos tons às letras fortes de Sidney Miller, Sérgio Sampaio, Torquato Neto eWaly Salomão.


Cantoras do Brasil, uma produção da GRIFA FILMES e Battaglia Filmes, tem direção de Jacob Solitrenick. A seleção de conteúdo é feita por Mariana Rolim, Mercedes Tristão e Simone Esmanhotto, também as idealizadoras do projeto. A produção executiva é de Fernando Dias, Mauricio Dias e Tatiana Battaglia.

Novo cenário musical feminino

Para esta quinta temporada de Cantoras do Brasil foram escolhidas intérpretes que continuam despontando no cenário musical do país para dar uma roupagem feminina à obra dos homenageados. Aíla nasceu na periferia de Belém e busca inspiração na música paraense. Suas referências musicais sempre dançantes são o brega, a guitarrada e o carimbó e contrastam com o tom político de suas letras. Neste episódio, o timbre marcante de sua voz dá o tom à "Hoje Não", de Sérgio Sampaio, e à "Assaltaram a Gramática", de Waly Salomão em parceria com Lulu Santos.

A lista de convidadas destaca nomes da nova safra musical brasileira, como as cariocas Marina de La Riva e Barbara Ohana, a gaúcha Duda Brack, a mineira Sara Não Tem Nome, a baiana Luedji Luna, e a curitibana Estrela Leminski. O elenco de cantoras continua com a paulistana Laura Lavieri, a pernambucana Isadora Melo; a paulista de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, Camila Garáfolo; e Livia Nestrovski, nascida nos Estados Unidos. Cantoras do Brasil traz ainda uma dupla formada especialmente para a programação: Anna Trea, de São Bernardo, região do ABC Paulista, e Josi Lopes, de Belo Horizonte.

Homenagem à obra dos expoentes da contracultura

Waly Salomão e Sérgio Sampaio foram artistas ligados à contracultura brasileira e considerados "poetas malditos" da música popular brasileira. Figura importante da efervescente cenário musical e artístico dos anos de 1970, o poeta baiano Waly Salomão teve suas poesias interpretadas por Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gal Costa e Cássia Eller, entre outros.

Já o trabalho do capixaba Sérgio Sampaio, acabou tornando-se música de combate à ditadura. "Eu quero é botar meu bloco na rua", sua canção mais famosa lançada em 1972, foi censurada pela suposta incitação da população contra das Forças Armadas, mas acabou ganhando às ruas como um dos hinos contra o regime militar.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Gloob lança mais uma maratona Gloob Duni Tê

Netflix anuncia projeto ainda sem título: nova série infantil animada inspirada em músicas clássicas da Motown

FOX: DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO 1 A 7 DE AGOSTO DE 2016