SescTV produz novos episódios das séries “Habitar Habitat” e “Dança Contemporânea”, com estreias em 2017


 

As séries têm direção de Paulo Markun e Sergio Roizenblit e de Antonio Carlos Rebesco



Habitar Habitat - Quilombos

 

SescTV prepara novos episódios das séries Habitar Habitat, dirigida pelo jornalista Paulo Markun e pelo cineasta Sergio Roizenblit, e Dança Contemporânea, dirigida por Antonio Carlos Rebesco. As datas das estreias ainda não foram definidas.

 

Lançada no canal em novembro de 2013, a série Habitar Habitat expõe, em linguagem documental, diferentes modos de morar no País e suas relações com a cultura. A produção mostrou habitações como oca indígena; palafitas da região Amazônica; casa sertaneja; casa caiçara; e condomínios de luxo das grandes metrópoles. "Na segunda temporada da série, nós estamos conhecendo maneiras pouco comuns de morar. Comunidades, grupos e tipologias em que a casa é mais do que um teto. Muitas, nem teto possuem...", explica Paulo Markun.

 

Nos novos episódios, total de 13, com 52 minutos cada, destacam o cotidiano de pessoas que vivem em quilombos, veleiros, motorhomeasilos, internatos, assentamentos e ocupações, entre outros.

 

Exibida pelo SescTV deste maio de 2009, a série Dança Contemporânea, também ganhará 13 novos episódios, de 52 minutos cada. Estes programas seguem o mesmo propósito dos anteriores: estimular a reflexão sobre os rumos estéticos e conceituais da dança contemporânea na televisão. Além disso, revelam as técnicas aplicadas na elaboração de um espetáculo de dança. "É muito bom dar continuidade ao acervo que já conta com quase 250 horas", diz Antonio Carlos Rebesco. Para tanto, a série recebe as principais companhias do País e apresenta making of de espetáculos e entrevistas com profissionais da área.

 

Os novos episódios trazem companhias como Balé da Cidade de São Paulo, que apresenta a coreografia Quebrakovsky – The Nuts Talent Show, de Alex Soares, acompanhado da Orquestra Sinfônica de São Paulo; Cena 11 Cia. de Dança, com a dança Protocolo Elefante, de Alejandro Ahmed; Núcleo de Pesquisas Mercearia de Ideias, com a obra Quatorze Cenas para um Encontro Possível, de Luiz Fernando Bongiovanni, coreógrafo com carreira no Brasil e na Europa; e Trança, apresentação solo do coreógrafo Thiago Granato.

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Netflix anuncia projeto ainda sem título: nova série infantil animada inspirada em músicas clássicas da Motown

FOX: DESTAQUES DA PROGRAMAÇÃO 1 A 7 DE AGOSTO DE 2016

Gloob lança mais uma maratona Gloob Duni Tê